Uma utopia interina

Neste recinto maldizemos o capitalismo desde 2004, mas não creio que eu tenha produzido texto mais imediatamente popular (e impopular) do que A direita de Deus – e sua possível esquerda.

A verdade mais crua é que o meu ceticismo político não conhece limites, e enfatizei esse meu cinismo numa nota àquele mesmo documento. Deixo assinado também aqui o meu termo de isenção de responsabilidade. Prefiro, como se sabe, evitar assuntos polarizadores, porque não podem ser tocados sem prejuízo, mesmo com a luva da mais grossa imparcialidade


Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas não tem grandes ilusões, mas tem muitas pequenas