Porque Borges odiava futebol • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 24 de junho de 2014

Porque Borges odiava futebol

Estocado em Goiabas Roubadas

Shaj Mathew

 

[…]

Seu problema com o futebol era a cultura das torcidas, que ele associava àquela sorte de apoio popular cego que havia sustentado os líderes dos movimentos políticos mais horrendos do século vinte. Ao longo da vida Borges tinha visto emergirem na esfera política argentina elementos de fascismo, de Peronismo e até de antissemitismo, pelo que sua forte desconfiança com relação aos movimentos políticos populares e à cultura de massa – o ápice da qual, na Argentina, é o futebol – é compreensível.

Outra objeção de Borges contra o esporte é que ele está inseparavelmente amarrado ao nacionalismo.

“Há no futebol uma ideia de supremacia, de poder, que para mim é horrível”, ele escreveu. Borges se opunha ao dogmatismo sob qualquer forma e em qualquer manifestação, pelo que desconfiava naturalmente da devoção incondicional de seus compatriotas a qualquer doutrina ou religião – mesmo que fosse a sua querida albiceleste.

Outra objeção de Borges contra o esporte é que ele está inseparavelmente amarrado ao nacionalismo. “O nacionalismo só permite afirmações, e toda a doutrina que descarta a dúvida e a negação é uma forma de fanatismo e de estupidez”, dizia ele. Times nacionais geram fervor nacionalista, abrindo espaço para que um governo inescrupuloso sequestre um jogador destacado como porta-voz a fim de legitimar-se.

Foi precisamente o que aconteceu com um dos maiores jogadores da história: Pelé. Ao mesmo tempo em que torturava dissidentes políticos [por ocasião da ditadura], o governo brasileiro produzia um cartaz gigante de Pelé fazendo um gol de cabeça, acompanhado do slogan Ninguém mais segura este país.

 

Shaj Mathew em Why did Borges hate soccer

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas adverte: desta vida tudo se leva