A lambedeira lambeu o Zé

Este documento contém clipes de áudio que só podem ser ouvidos na página da Bacia na internet.

Outro dia meu compadre cearense Arievaldo Viana reclamou que não falo mais sobre cultura nordestina, como se não me importasse mais com ela.

O engenhoso fidalgo não sabe do que está falando. O nordeste está tão entranhado em mim que metade das músicas que ouço são de veia nordestina.

Como prova irrefutável apresento esta estranha pérola, chupada do primeiro álbum (2001) do peculiaríssimo grupo de música nordestina életrônica liderado pelo paraibano Totonho e completado pelos anônimos Cabra.

O disco se chama, como costuma acontecer, Continue lendo →

Simple face

Há um ano, na primeira vez em que mencionei o Julian aqui na Bacia, escrevi que ele era um cara simples. Acontece que o Julian lê meu português impecável com a intermediação de um tradutor automático, que traduziu a expressão “cara simples” de forma muito singela e sensata – simple face.

Lembro que alguns dias depois, no messenger, ele mencionou o quanto havia gostado de ser chamado de simple face, e perguntou exatamente o que a expressão queria dizer. Respirei fundo e escrevi (em inglês) que cara simples é uma pessoa legal, um sujeito despretensioso, um indivíduo acessível. Ele logo pediu que eu Continue lendo →


Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas não sabe quando parar