A última seção de «As divinas gerações» se chama «Outras histórias» • A Bacia das Almas

 

Paulo Brabo, 05 de dezembro de 2013

A última seção de «As divinas gerações» se chama «Outras histórias»

Estocado em Pormenor

E adia por 16 capítulos o fim do livro.

Um parágrafo de Longe de um Jardim:

O Deus da Bíblia é um marido traumatizado pela deslealdade da esposa, um homem marcado pelo abandono dos amigos, um visionário ultrajado pelo fogo da traição e da incompreensão; é um ressuscitado com cicatrizes muito visíveis, um idealista que não desconhece a amargura, um leão vivo que é também um cordeiro que conheceu a morte. Se não deixa em momento algum de amar, não é por ter o conforto de poder restaurar a qualquer momento o que foi perdido, mas por saber que tudo no universo e na história que não foi redimido pelo amor é para sempre irrecuperável.

E dois de O arco e as promessas:

Talvez daí nasça aquela tendência, diagnosticada e popularizada pela psicanálise, de cometermos circularmente os mesmos erros ao longo da vida. Muito claramente, esses enganos brotam do fato de que não desistimos de buscar os acertos míticos que prometemos a nós mesmos no reino dourado da infância. Repetimos incessantemente as mesmas fórmulas porque cremos que a repetição obediente do feitiço acabará por trazer à luz a magia necessária e curativa com que ansiamos desde sempre. Nossos erros brotam todos da insistência infantil em consertar.

E, se parece que estamos mudamos tudo ao nosso redor, é apenas como parte do projeto maior de permanecer os mesmos.

OUTRAS HISTÓRIAS

1.A faculdade de despojar-se
2. O pronunciamento
3. Confessionário
4. O oráculo de José
5. A eterna vírgula da relação
6. Pelas costas
7. Uma mesma flor
8. Elegia a um homem que esqueceu
9. Aquilo que mais ou menos aprendi
10. O diabo que se apaixonou por Deus
11. As palavras e as pessoas
12. Longe de um jardim
13. A quieta virtude do corpo aberto
14. Joquempô
15. O arco e as promessas
16. O nome da história

FIM

 

LEIA TAMBÉM:
Aparentemente não é cedo demais para uma edição em papel de As divinas gerações

Paulo Brabo @saobrabo

Escrevo livros, faço desenhos e desenho letras. A Bacia das Almas é repositório final de ideias condenadas à reformulação eterna.

Arquivado sob as rubricas

 

<
>

Depositado em juízo por Paulo Brabo · Desde 2004 · Sobre o autor e esta Bacia · Leia um livro · Olhe desenhos · Versões digitais dos manuscritos da Biblioteca do Monastério de São Brabo nas Índias Ocidentais · Fale comigo · A Bacia das Almas é a peleja do Carnaval com a Quaresma